quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Execução Orçamental - JAN/2015



Para atenuar um pouco os dados extraordinários que possam ocorrer em dado mês, vou colocar aqui os dados referentes aos 12 meses terminados em JAN/2015. Isto é, considero os meses de FEV/2014 a JAN/2015.

Assim, comparando com os 12 meses terminados em JAN/2014

Receita Total : 41099.6M€ ( - 357.6M€ ; - 0.9% )
Das quais :
Receitas fiscais : 36963.7M€ ( + 442.8M€ ; + 1.2%)
IRS : 12783.3M€ ( + 235.7M€ ; + 1.9%)
IRC : 4461.1€ ( - 605.5.2M€ ; - 12.0%)
IVA : 13868.5M€ ( + 580.9M€ ; + 4.4%)
ISP : 2109.1M€ ( + 23.5M€ ; + 1.1%)

Despesa Total : 48403.9M€ ( - 190.3M€ ; -0.4%)
Despesa Corrente Primária : 41388.1M€ ( - 377.2M€ ; - 0.9%)
Despesa de Capital : 1296.0€ ( - 316.8M€ ; - 19.6%)

Despesas com juros : 7040.6M€ ( 211.7M€ ; + 3.1%)

Saldo Primário : -288.5M€ ( melhorou 19.6M€ ; + 6.4%)

Saldo : -7304.3M€ ( - 167.3M€ ; - 2.3% ; aprox. - 4.3% PIB previsto em 2015 )


1 comentário:

GangDaErvilha disse...

Essas despesas com juros...é incrível! Estamos vendidos aos credores. Vendidos ? Escravos é o termo certo. Não conheço nenhum pais da zona euro que tenha conseguido pagar a sua divida, quanto mais os juros! Olhe-se o caso da Dinamarca, Bélgica e Holanda, só estes três têm uma divida três vezes superior ao PIB. Isto para não falarmos do caso da França, com um desemprego sempre em alta...sempre a subir como um balão...até que acabará um dia por arrebentar.