quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Dívida Pública - DEZ/2018 - Dados IGCP



Tempo de balanço, fecho de 2018!

A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de novembro de 2018, o valor de 245.558.454.097€.

Aumentou quase 20 milhões de € por dia, em 2018.

Como sempre, apresento os números para os últimos 12 meses, para se ter uma ideia da evolução do aumento da dívida.

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

2018 : + 19.987.214 € (nos 12 meses de 2018)
2017 : + 5.425.519 €
2016 : + 27.103.923 €
2015 : + 25.305.121 €
2014 : + 35.271.397 €
2013 : + 26.667.217 €
2012 : + 53.616.271 €
2011 : + 63.331.160 €
2010 : + 52.132.112 €
2009 : + 39.133.457 €

Em dezembro de 2018 a dívida emitida diminuiu 1.805.243.040 € relativamente a novembro.

Comentários:

1. Em dez/2018 aumentou em 12M€ o saldo em certificados de aforro e aumentou em 99M€ o de certificados do tesouro (saldo 111M€).

2 . 14.4% (14.2% em novembro) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (6.950M€).

Até breve!

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Dívida Pública Portuguesa - Nov/2018 - Dados do Banco de Portugal



Evolução da dívida líquida (as regras de contabilização da dívida líquida foram alteradas e, com isto, os valores assinalados com * não são comparáveis com os seguintes)

(em mil milhões de €)

Novembro de 2018 : 225.046 (boletim 01/2019)
Dezembro de 2017 : 223.003
Dezembro de 2016 : 218.419
Dezembro de 2015 : 218.093*
Dezembro de 2014 : 208.195*
Dezembro de 2013 : 196.304*
Dezembro de 2012 : 187.900*
Dezembro de 2011 : 170.904*
Dezembro de 2010 : 158.736*

Variação diária da dívida líquida:

2018 : + 6.116.766€ (entre final de nov/2017 e final de nov/2018)
2017 : + 12.558.904€
2016 : + 15.814.208€
2015 : + 26.065.753€
2014 : + 32.394.521€
2013 : + 23.024.658€
2012 : + 46.437.158€
2011 : + 33.336.986€

Em novembro de 2018, os depósitos aumentaram cerca de 43M€ ficando em cerca de 26,8 mil milhões de €.

Relativamente aos depósitos no final de novembro de 2017, o aumento é cerca de 1,7 mil milhões de euros.

Até breve!

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Dívida Pública - NOV/2018 - Dados IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de novembro de 2018, o valor de 247.363.697.137€.

Como sempre, apresento os números para os últimos 12 meses, para se ter uma ideia da evolução do aumento da dívida.

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

2018 : + 24.242.355 € (últimos 12 meses terminados em NOV/2018)
2017 : + 5.425.519 €
2016 : + 27.103.923 €
2015 : + 25.305.121 €
2014 : + 35.271.397 €
2013 : + 26.667.217 €
2012 : + 53.616.271 €
2011 : + 63.331.160 €
2010 : + 52.132.112 €
2009 : + 39.133.457 €

Em novembro de 2018 a dívida emitida aumentou 1.532.125.246 € relativamente a agosto.

Comentários:

1. Em set/out/nov diminuiu em 8M€ o saldo em certificados de aforro e aumentou em 181M€ o de certificados do tesouro (saldo 173M€).

2 . 14.2% (14.2% em agosto) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (6.950M€).

Até breve!

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Execução Orçamental - NOV/2018



Com 11 meses de 2018 decorridos, comparamos aqui os períodos

dezembro/2017 >> novembro/2018  vs.  dezembro/2016 >> novembro/2017

Receita Total : 47,920M€ ( + 2.311M€ ; + 5.1% )

Receitas fiscais : 44,245M€ ( + 2.041M€ ; + 4.8%)

IRS : 12,699M€ ( + 569M€ ; + 4.7%)
IRC : 6,273€ ( + 288M€ ; + 4.8%)
IVA : 16,830M€ ( + 964M€ ; + 6.1%)
ISP : 3,420M€ ( + 60M€ ; + 1.8%)

Despesa Total : 51,303M€ ( + 1.356M€ ; + 2.7%)

Despesa Corrente Primária : 44,186M€ ( + 1.293€ ; + 3.0%)
Despesa de Capital : 2,027€ ( + 417€ ; + 25.9%)
Despesas com juros : 7,117M€ ( + 63M€ ; + 0.9%)

Saldo Primário : + 3,734M€ ( melhorou 1.018M€ )

Saldo : -3,383M€ ( melhorou 955M€ ; corresponde a 1.9% do PIB projetado para 2018)


As contas melhoraram? Sim. Como?

As receitas fiscais crescem 4,8% ;
despesa corrente primária cresce 3,0% ;

As receitas e as despesas crescem acima da economia?
Não sou economista mas... parece óbvio que algo não bate certo!

Até breve!

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Fundo de Pensões do Banco de Portugal



Nesta altura, em que ando a ponderar o reforço no meu PPR, fui ver como está o mercado dos fundos de pensões. Sou um acérrimo defensor deste 3º pilar da preparação para a reforma. Quando andava a ver as rendibilidades destes fundos, deparei-me com os valores sob gestão.

Aqui está uma foto dos valores sob gestão em Dez-2010 e Set-2018. (clique na imagem para ver maior)



Fiquei surpreso com o Fundo de Pensões do Banco de Portugal.
Este fundo tem 10% do volume em gestão das diferentes gestoras de fundos. 10%.

Entre 2010 e 2018 o seu volume aumentou 727.000.000€. 727.000.000€.

Quase 91.000.000€/ano. 91.000.000€/ano.

Segundo o relatório de 2017 do fundo, o Banco de Portugal tinha 1054 ativos e 2567 Reformados e Pensionistas. O fundo garante reforma e nenefícios de saúde a estas 3621 pessoas

O património do fundo corresponde a 542.000€/pessoa.

Como é que isto é possível? São números astronómicos para a realidade portuguesa..

domingo, 28 de outubro de 2018

Bancos queixam-se ... dos juros negativos do BCE



A notícia está no eco.pt e, este tema, deixa-me sempre com um sorriso amarelo.

Bancos queixam-se do “impacto considerável” dos juros negativos do BCE


Há uns 11 anos as taxas estavam altas. Penso que à volta dos 5%. Nessa altura os bancos não se queixavam. Apenas amealhavam e quem se podia queixar, não tinha voz. E pagava.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Défice 2º trimestre 2018 - Notícia



No segundo trimestre do ano de 2018, Portugal apresentou o maior défice orçamental dos 22 Estados-membros para os quais há dados. Manteve-se como a terceira maior dívida da UE.

Há, na mesma notícia, referência à dívida em peso do PIB:

Quanto à dívida pública, Portugal manteve a terceira maior da União Europeia (124,9% do PIB), apesar de esta ter tido o quarto maior recuo homólogo, de 5,9 pontos percentuais.

Boas leituras!

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Dados INE - Turismo AGO/2018



O turismo tem sido, reconhecidamente, uma parcela importante na evolução económica do nosso país. Muita reabilitação urbana, muitos hotéis novos, muitos proveitos na restauração. Estará a arrefecer?

Alguns dados daqui

As dormidas de residentes e de não residentes no período de janeiro a agosto de 2018, registaram respetivamente variações de +3,7% e -2,2% relativamente a idêntico período de 2017. 

No total, o número de dormidas baixou 0.5%

  • O mercado britânico (20,2% do total das dormidas de não residentes) recuou nos primeiros oito meses do ano 9,4%.
  • As dormidas de hóspedes espanhóis (16,8% do total) decresceram ... desde o início do ano 1,0%.
  • O mercado francês (11,5% do total) registou uma redução de 2,1% desde o início do ano. 
  • No mercado alemão (9,5% do total) verificou-se uma redução de 3,9% desde o início do ano.
  • Nos primeiros oito meses do ano, o realce vai para os mercados norte-americano (+23,1%), canadiano (+19,6%) e brasileiro (+12,1%) 

A taxa líquida de ocupação desceu de 75.8% para 73.8%.

os proveitos totais aumentaram 3.5%.

Parece estar aqui expressa o esgotar da capacidade de resposta do turismo. Vamos acompanhando.

Boas leituras!

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Dívida Pública Portuguesa - Ago/2018 - Dados do Banco de Portugal



Evolução da dívida líquida (as regras de contabilização da dívida líquida foram alteradas e, com isto, os valores assinalados com * não são comparáveis com os seguintes)

(em mil milhões de €)

Agosto de 2018 : 224.868 (boletim 10/2018)
Dezembro de 2017 : 223.003
Dezembro de 2016 : 218.419
Dezembro de 2015 : 218.093*
Dezembro de 2014 : 208.195*
Dezembro de 2013 : 196.304*
Dezembro de 2012 : 187.900*
Dezembro de 2011 : 170.904*
Dezembro de 2010 : 158.736*

Variação diária da dívida líquida:

2018 : + 5.668.493€ (entre final de ago/2017 e final de ago/2018)
2017 : + 12.558.904€
2016 : + 15.814.208€
2015 : + 26.065.753€
2014 : + 32.394.521€
2013 : + 23.024.658€
2012 : + 46.437.158€
2011 : + 33.336.986€

Em agosto de 2018, os depósitos aumentaram cerca de 19M€ ficando em cerca de 26,0 mil milhões de €.

Relativamente aos depósitos no final de agosto de 2017, o aumento é cerca de 1,8 mil milhões de euros.

Número a reter : 5.668.493€ (aumento diário líquido da dívida nos últimos 12 meses)

Até breve!

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Dívida Pública - AGO/2018 - Dados IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de julho de 2018, o valor de 245.831.571.980€.

Como sempre, apresento os números para os últimos 12 meses, para se ter uma ideia da evolução do aumento da dívida.

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

2018 : + 535.285 € (últimos 12 meses terminados em AGO/2018)
2017 : + 5.425.519 €
2016 : + 27.103.923 €
2015 : + 25.305.121 €
2014 : + 35.271.397 €
2013 : + 26.667.217 €
2012 : + 53.616.271 €
2011 : + 63.331.160 €
2010 : + 52.132.112 €
2009 : + 39.133.457 €

Em agosto de 2018 a dívida emitida aumentou 1.178.142.345 € relativamente a julho.

De qualquer modo, as obrigações que venceram pagavam juro alto e isso é bom a médio prazo.

Comentários:

1. Em agosto foram resgatados 2M€ em certificados de aforro e subscritos 166M€ de certificados do tesouro (saldo 164M€).

2 . 14.2% (14.2% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (6.950M€).

Até breve!