segunda-feira, 16 de março de 2020

As minhas previsões sobre a evolução dos infetados.



Há muitos modelos para prever o número de infetados.
Há muitas variáveis em jogo, a esmagadora delas não reveladas.
Vou escrevendo aqui as minhas previsões:

2020/03/27: 4920 (real: ???? dif: -???)
2020/03/26: 4075 (real: 3544 dif: -531)
2020/03/25: 3311 (real: 2995 dif: -316)
2020/03/24: 2950 (real: 2362 dif: -588)
2020/03/23: 2193 (real: 2060 dif: -133)
2020/03/22: 1736 (real: 1600 dif: -136)
2020/03/21: 1395 (real: 1280 dif: -155)
2020/03/20: 1080 (real: 1020 dif: -60)
2020/03/19: 827 (real: 785 dif: -42)
2020/03/18: 632 (real: 642 dif: +10)
2020/03/17: 440 (real: 448 dif: +8)

Covid-19 Artigos e Matemática



Vou utilizar este blog para guardar alguns links e informações para que fiquem registadas.

Links:

2020/03/14 - Observador
19.303 infetados no fim de março. São estas as contas do matemático Jorge Buescu

2020/03/15 - DN
A curva exponencial desta epidemia parece saída de um livro de matemática

2020/03/15
A matemática que explica o tsunami europeu. E português

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

Execução Orçamental - 2019



Terminado 2019, segue a comparação com 2018. Só Estado Central!
(Autarquias, Regiões Autónomas e Fundos autónomos entram noutras contas. Estes apresentaram contas positivas: 562M€)

Receita Total : 49,914M€ ( + 2,028M€ ; + 4.2% )

Receitas fiscais : 46,002M€ ( + 1,702M€ ; + 3.8%)

IRS : 13,172M€ ( + 262M€ ; + 2.0%)

IRC : 6,316M€ ( - 23M€ ; - 0.4%)
IVA : 17,843M€ ( + 1,192M€ ; + 7.2%)
ISP : 3,517M€ ( + 232M€ ; + 7.1%)

Despesa Total : 53,883M€ ( + 2,414M€ ; + 4.7%)


Despesa Corrente Primária : 46,715M€ ( + 2,392€ ; + 5.4%)


Despesa de Capital : 2,983€ ( + 981M€ ; + 49.0%)

Despesas com juros : 7,169M€ ( + 22M€ ; + 0.3%)

Saldo Primário : 3,200M€ ( piorou 364M€ )


Saldo : -3,969M€ ( piorou 386M€ ; corresponde a 2.1% do PIB projetado para 2019)


Sou só eu que não vejo contas assim tão boas quanto se mostram nas notícias?

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019



Noticia pescada online:

Dívida pública recua em outubro para 251,4 mil milhões com pagamento antecipado aos credores europeus

A  dívida pública recuou para 251,4 mil milhões de euros em outubro face aos 252,3 mil milhões de euros registados no mês anterior, revelam os dados publicados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal.

No mesmo documento:

Dívida na ótica de Maastricht líquida de ativos:

  • Setembro 2019: 232,4 mil milhões de €€
  • Outubro 2019: 234,2 mil milhões de €€ (aumentou, e não foi pouco!)
Na minha humilde opinião, a dívida líquida é que tem de ser tida em conta.

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Gráfico das receitas e despesas do sub-setor estado



Num do posts anteriores, desafiaram-me a mostrar aqui alguns gráfico. Aqui fica um, das receitas e despesas do subsetor Estado.
Estão, portanto, excluídas as autarquias, governos regionais e SS.

(clique no gráfico para visualizar melhor)

A escala no eixo vertical está em milhares de milhão. 50.000€ = 50.000.000.000€

Estes são os dados que constam na execução orçamental e estão excluídos alguns itens da despesa geral do Estado. Estas são as do Estado Central.

Até breve!

Execução Orçamental - out/2019



Não tenho tido tempo para a atualização mensal, mas ficam os dados agora que passaram 10 dos 12 meses de 2019.

Comparamos aqui os períodos

novembro/2017 >> outubro/2018  vs.  novembro/2018 >> outubro/2019

Receita Total : 49,576M€ ( + 2,053M€ ; + 4.3% )


Receitas fiscais : 45,683M€ ( + 1,804M€ ; + 4.3%)

IRS : 14,187M€ ( + 1,540M€ ; + 12.2%)

IRC : 6,656M€ ( + 842M€ ; + 14.5%)
IVA : 17,045M€ ( - 64M€ ; - 0.4%)
ISP : 3,505M€ ( + 107M€ ; + 3.2%)

Despesa Total : 53,884M€ ( + 2,955M€ ; + 5.8%)


Despesa Corrente Primária : 46,215M€ ( + 2,037€ ; + 4.6%)


Despesa de Capital : 3,009€ ( + 1,097€ ; + 57.4%)

Despesas com juros : 7,669M€ ( + 917M€ ; + 13.6%)

Saldo Primário : 3,362M€ ( melhorou 16M€ )


Saldo : -4,307M€ ( piorou 902M€ ; corresponde a 2.3% do PIB projetado para 2019)


Até breve!

domingo, 29 de setembro de 2019



Acerca desta notícia:

Com dívida de Portugal nos 300%, "imaginem o choque de 2% nas taxas de juro", alerta Horta Osório

fui consultar os dados do Banco de Portugal (Boletim Estatístico set/2019)

K.1.1 Rácios de endividamento em %% do PIB (valores de dez/2015 e jun/2019)

Setor público não financeiro:
167.6 > > 160.4 ( - 7.2 pontos)

Empresas Privadas:
147.5 > > 126.4 ( - 21.1 pontos)

Particulares:
80.4 > > 69.3 ( - 11.1 pontos)

Total:
395.5 > > 356.1 ( - 39.4 pontos)

Apesar de todos estarem a contribuir para o abaixamento da dívida em %% do PIB, nota-se bem o esforço de empresas e particulares e, em menos escala, do Estado. Penso que estes dados não têm em conta os depósitos, que abatem aqui diretamente. No entanto, estes são os números.

sábado, 28 de setembro de 2019

Execução Orçamental - ago/2019




Com as contas de agosto de 2019 já disponíveis, 2/3 do ano está fechado. Comparamos aqui os períodos

setembro/2017 >> agosto/2018  vs.  setembro/2018 >> agosto/2019


Receita Total : 49,455M€ ( + 2,368M€ ; + 5.0% )


Receitas fiscais : 45,567M€ ( + 2,020M€ ; + 4.6%)

IRS : 15,231M€ ( + 2,662M€ ; + 21.2%)

IRC : 6,240M€ ( + 109M€ ; + 1.8%)
IVA : 17,562M€ ( + 1,152M€ ; + 7.0%)
ISP : 3,498M€ ( + 90M€ ; + 2.7%)

Despesa Total : 53,573M€ ( + 3,078M€ ; + 6.1%)


Despesa Corrente Primária : 46,608M€ ( + 3,352€ ; + 7.8%)


Despesa de Capital : 3,090€ ( + 1,321€ ; + 74.7%)

Despesas com juros : 6,965M€ ( - 274M€ ; - 3.8%)

Saldo Primário : 2,848M€ ( piorou 985M€ )


Saldo : -4,117M€ ( piorou 711M€ ; corresponde a 2.2% do PIB projetado para 2019)


As contas estão a melhorar? OPS!!!


As receitas fiscais crescem ABAIXO das despesas.

A despesa corrente primária cresce ACIMA de 7%.

Até breve!

domingo, 28 de julho de 2019

Execução Orçamental - jun/2019



Com as contas de junho de 2019 já disponíveis, metade do ano está fechado. Comparamos aqui os períodos

julho/2017 >> junho/2018  vs.  junlo/2018 >> junho/2019


Receita Total : 49,632M€ ( + 3.436M€ ; + 7.4% )

Receitas fiscais : 45,721M€ ( + 3.014M€ ; + 7.1%)

IRS : 13,066M€ ( + 808M€ ; + 6.6%)
IRC : 6,454M€ ( + 730M€ ; + 12.8%)
IVA : 17,392M€ ( + 1,047M€ ; + 6.4%)
ISP : 3,470M€ ( + 73M€ ; + 2.1%)

Despesa Total : 53,071M€ ( + 2,483M€ ; + 4.9%)

Despesa Corrente Primária : 46,074M€ ( + 2,644€ ; + 6.1%)


Despesa de Capital : 2,851€ ( + 1,048€ ; + 58.2%)
Despesas com juros : 6,997M€ ( - 161M€ ; - 2.3%)

Saldo Primário : - 3,558M€ ( melhorou 792M€ )

Saldo : -3,439M€ ( melhorou 953M€ ; corresponde a 1.8% do PIB projetado para 2019)

As contas estão a melhorar? Sim. Como?

As receitas fiscais crescem acima das despesas. Mas muito pouco acima da despesa corrente primária...

Até breve!

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Endividamento do setor não financeiro (início de 2019)



No site eco.sapo.pt, vi hoje esta notícia que começa assim:

"O endividamento da economia aumentou para 729,6 mil milhões de euros em maio, revelou esta quinta-feira o Banco de Portugal. Trata-se de um novo valor recorde."

Fui ao site do Banco de Portugal e os dados são estes:

valores em milhões de € Maio de 2018 Maio de 2019 diferença
Setor Público não financeiro
322,456
328,480
+ 6,024 (+1.8%)
Empresas Privadas
258,301
259,101
+ 800 (+0.3%)
Particulares
141,132
142,050
+ 918 (+0.7%)
Total
721,889
729,631
+ 7,742 (+1.1%)

Relativamente ao peso destas dívidas no PIB:


valores em %% do PIB
Março de 2018
Março de 2019
diferença
Setor Público não financeiro
161.9
158.8
- 3.1 p.p.
Empresas Privadas
133.8
127.0
- 6.8 p.p.
Particulares
71.8
69.8
- 2.0 p.p.
Total
367.5
355.6
- 11.9 p.p.

A dívida aumentou ( e muito! ) em valor absoluto e diminuiu ( e muito! ) em peso no PIB. Não é a situação ideal e vai pagar-se mais tarde! Basta, a manterem-se os números da 1ª tabela, que o crescimento do PIB abrande para valores próximos de 1%.