sábado, 4 de julho de 2015

Artigo no site http://www.voxeu.org/

Encontrei este artigo mas sem tempo para o ler agora, fica aqui como lembrete.

http://www.voxeu.org/article/greece-solvent-illiquid-policy-implications

terça-feira, 30 de junho de 2015

Crescimento do PIB : 2010 a 2014

Em resposta a comentários deste post, junto alguns dados que retirei daqui e daqui

(como é evidente, não comento a veracidade dos números e o tratamento numérico dos mesmos é da minha responsabilidade) 

Ficam os números: (desculpem a má formatação, foi copy-paste do excel)

NotaA coluna do valor anual foi corrigida às 23h30 de 30/06/2015


2010 2011 2012 2013 2014 2010-2014 anual
Spain 0 -0.6 -2.1 -1.2 1.3 -2.6% -0.5%
Greece -5.4 -8.9 -6.6 -3.3 0.6 -21.7% -4.8%
Portugal 1.9 -1.8 -3.3 -1.4 1 -3.6% -0.7%
Germany 4.1 3.6 0.4 0.1 1.4 9.9% 1.9%
France 2 2.1 0.3 0.3 0.4 5.2% 1.0%
United Kingdom 1.9 1.6 0.7 1.7 3.2 9.4% 1.8%
Italy 1.7 0.6 -2.3 -1.9 -0.2 -2.1% -0.4%
Ireland -0.3 2.8 -0.3 0.2 3.9 6.4% 1.2%
Iceland -2.9 2.1 1.1 3.5 2.9 6.7% 1.3%
Norway 0.5 1.3 2.9 0.6 1.8 7.3% 1.4%
Denmark 1.6 1.2 -0.7 -0.5 1.5 3.1% 0.6%
Sweden 6 2.7 -0.3 1.5 2.1 12.5% 2.4%
Finland 3 2.6 -1.5 -1.2 -0.2 2.6% 0.5%
United states 2.5 1.6 2.3 2.2 2.4 11.5% 2.2%
Canada 3.4 2.5 1.7 2 2.3 12.5% 2.4%
Brazil 7.5 2.7 1 2.5 0.3 14.6% 2.8%
China 10.4 9.3 7.7 7.7 7.4 50.3% 8.5%
India 10.3 6.6 5.1 6.9 7.4 41.9% 7.2%
Russian Federation 4.5 4.3 3.4 1.3 -3.8 9.8% 1.9%
Indonesia 6.2 6.5 6.3 5.8 5.2 33.8% 6.0%
New Zealand 0.7 2.3 2.5 2.5 3.6 12.1% 2.3%
Australia 2 2.3 3.7 2.5 2.8 14.0% 2.7%

  • Portugal, Espanha e Itália com variações negativas, mas a começar a inverter.
  • O número da Grécia impressiona: -4.8% por ano, nos últimos 5 anos!
  • Suécia e Finlândia surpreendem-me, por razões diferentes;
  • Canada, USA, Indonesia e Austrália parecem um relógio suiço!
  • Irlanda e Islândia já deram a volta por cima!
Algum comentário?

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Execução Orçamental - MAI/2015

Chegou a altura de atualizar os dados referentes aos 12 meses terminados em MAI/2015. Isto é, considero os meses de JUN/2014 a MAI/2015.

Assim, comparando os últimos 12 meses com os 12 meses terminados em MAI/2014

Receita Total : 42,107M€ ( + 706M€ ; + 1.7% )
Das quais :
Receitas fiscais : 37,710M€ ( + 974M€ ; + 2.7%)
IRS : 12,882M€ ( + 165M€ ; + 1.3%)
IRC : 4,531€ ( - 427M€ ; - 8.6%)
IVA : 14,277M€ ( + 868M€ ; + 6.5%)
ISP : 2,158M€ ( + 63M€ ; + 3.0%)

Despesa Total : 49,895M€ ( + 1,597M€ ; + 3.3%)
Despesa Corrente Primária : 42,311M€ ( + 1,207M€ ; + 2.9%)
Despesa de Capital : 1,314€ ( - 232M€ ; - 15.0%)

Despesas com juros : 7,584M€ ( + 391M€ ; + 5.4%)

Saldo Primário : - 205M€ ( piorou 501M€ )

Saldo : -7,788M€ ( piorou 891M€ )

Nota: pode consultar aqui os posts anteriores relacionados com a Execução Orçamental.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

PIB e Saldo do Estado - Relatório do INE (1º trimestre)

Deixo 2 quadros do relatório do INE, que pode ser consultado no site.

No primeiro quadro, estão descritas as receitas e despesas "do setor das Administrações Públicas"
(não sei ao que se refere, mas penso que serão o Estado Central, a SS e a CGA)

Variações no último ano, terminado em Março/2015:

Receita corrente : +685M€
Receita total : +375M€
Despesa corrente : +245M€
Despesa total : +1450M€

Despesa corrente primária : -35M€
Juros : +315M€
PIB : +2.5%

Os juros continuam a pesar muito, a despesa corrente primária manteve-se praticamente inalterada.

As despesas em "Consumo intermédio" e "Outras despesas de capital" foram as grandes responsáveis pelo aumento da despesas global, mas não sei a que se referem por isso não comentarei. Se algum leitor quiser esclarecer fico muito agradecido.


No 2º quadro, com os dados do PIB, permitem ter ideia entre o final de 2010 e o final de 2012 (-6.4%) e da recuperação iniciada em meados de 2013.
Nos últimos 8 trimestre, apenas no 4º trimestre de 2014 o PIB sofreu um decréscimo.



Comentários são bem-vindos!

Até breve!

terça-feira, 23 de junho de 2015

Dívida Pública Portuguesa - MAI/2015 - IGCP

Dívida Pública Portuguesa total emitida (MAI/2015) : 224.155.215.697


A dívida teve a seguinte variação média diária nos períodos indicados: 

2015 : + 26.634.153€ (últimos 12 meses terminados em MAI/2015)
2014 : + 35.271.397€
2013 : + 26.667.217€
2012 : + 53.616.271€
2011 : + 63.331.160€
2010 : + 52.132.112€

2009 : + 39.133.457€

Este mês a dívida emitida aumentou cerca de 3.813M€.

Comentários:

1. nos 12 meses terminados no final de MAI/2015, os certificados de aforro e tesouro responderam por 49% da necessidade de financiamento do Estado, o que significa que a poupança interna continua a suportar uma boa parte das necessidades do Estado, se descontarmos as amortizações que tiveram de ser efetuadas.

2. 8.70% (8.80% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares.

Este mês, apenas foram subscritos 127M€ de certificados por particulares, o que ainda é um valor baixo para as necessidades.

Resta saber os dados do banco de Portugal para saber qual a variação líquida da dívida, isto é, tendo em conta os depósitos que o Estado detinha no final do mês de maio.

Até breve!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Eleições legislativas 2015

Criei um questionário que pode encontrar no início da página, do lado direito, acerca das próximas eleições legislativas.

Até breve!

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Crescimento do PIB 2015

Para pagar a dívida, é necessário crescimento do PIB de modo a aumentar as receitas do Estado (impostos) e diminuir as despesas (por ex. com apoios sociais).

Nos 12 meses acabados em março de 2015, a Europa andou a várias velocidades

  1. UK, Espanha com crescimentos bastante acima da média da zona Euro
  2. Grécia, Itália, França e Alemanha abaixo da média da zona Euro
  3. Islândia e Irlanda, com as suas especificidades, a crescer bem
  4. Países nórdicos, com excepção da Filândia, tudo OK
  5. América do Norte e Oceania com crescimentos acima dos 2%
  6. India,China e Indonésia continuam com crescimento estonteantes
  7. Brasil e Rússia ops!

Aqui ficam os números:

  • Espanha : 2.6%
  • Grécia : 0.4%
  • Portugal : 1.5%
  • Alemanha : 1.0%
  • França : 0.7%
  • Reino Unido : 2.4%
  • Itália : 0.1%
  • União Europeia : 1.5%
  • Países do Euro : 1.0%
  • Irlanda : 1.7%
  • Islândia : 2.3%
  • Noruega : 2.6%
  • Dinamarca : 1.7%
  • Suécia : 2.6%
  • Filândia : 0.1%
  • USA : 2.7%
  • Canada : 2.1%
  • Brasil : -1.2%
  • China : 6.9%
  • India : 7.5%
  • Russia : 0.2%
  • Indonesia : 4.8%
  • Nova Zelândia : 2.5%
  • Austrália : 2.3%

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Dívida Pública Portuguesa - ABR/2015 - Dados do Banco de Portugal

Os dados divulgados pelo Banco de Portugal incluem os depósitos que o Estado detém e que, na prática, podem abater à dívida para obter a dívida líquida.

Evolução da dívida líquida:

Dezembro de 2010 : 158.736 mil milhões de €€ (boletim 04/2013)
Dezembro de 2011 : 170.904 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2012 : 187.900 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2013 : 196.304 (boletim 04/2014)
Dezembro de 2014 : 208.128 (boletim 05/2015)

Abril de 2015 : 208.791 (boletim 05/2014)

Aumento diário da dívida líquida:

2011 : 33.336.986€
2012 : 46.437.158€
2013 : 23.024.658€
2014 : 32.394.521€
2015 (até final de abril) : 5.525.000€

Em 2015 o aumento líquido da dívida está muito controlado e os depósitos têm-se mantido em torno dos 17 mil milhões de €€.

Parece estar a chegar-se a um equilíbrio nos números macro. Evidentemente que as restrições orçamentais e os cortes têm sido muitos e, muitas vezes, cegos.

Este equilíbrio ainda não se reflete numa queda acentuada do défice, o que deverá a ter com timings da atualização dos dados que costumo consultar. Pena não haver sincronização entre eles para a observação ser mais facil.

Até breve!

terça-feira, 26 de maio de 2015

Execução Orçamental - ABR/2015

Chegou a altura de atualizar os dados referentes aos 12 meses terminados em ABR/2015. Isto é, considero os meses de MAI/2014 a ABR/2015.

Assim, comparando os últimos 12 meses com os 12 meses terminados em MAR/2014

Receita Total : 42,057M€ ( + 345M€ ; + 0.8% )
Das quais :
Receitas fiscais : 37,567M€ ( + 784M€ ; + 2.1%)
IRS : 12,787M€ ( + 87M€ ; + 0.7%)
IRC : 4,537€ ( - 534M€ ; - 10.5%)
IVA : 14,223M€ ( + 873M€ ; + 6.5%)
ISP : 2,141M€ ( + 41M€ ; + 1.9%)

Despesa Total : 49,256M€ ( + 93M€ ; + 0.2%)
Despesa Corrente Primária : 42,108M€ ( + 588M€ ; + 1.4%)
Despesa de Capital : 1,305€ ( - 252M€ ; - 16.2%)

Despesas com juros : 7,590M€ ( + 390M€ ; + 5.4%)

Saldo Primário : - 51M€ ( piorou 582M€ )

Saldo : -7,199M€ ( piorou 46M€ )

Nota: pode consultar aqui os posts anteriores relacionados com a Execução Orçamental.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Dívida Pública Portuguesa - ABR/2015 - IGCP

Dívida Pública Portuguesa total emitida (MAR/2015) : 220.342.273.948


A dívida teve a seguinte variação média diária nos períodos indicados: 

2015 : + 14.171.120€ (últimos 12 meses terminados em ABR/2015)
2014 : + 35.271.397€
2013 : + 26.667.217€
2012 : + 53.616.271€
2011 : + 63.331.160€
2010 : + 52.132.112€

2009 : + 39.133.457€

Este mês a dívida emitida diminuiu cerca de 499M€.

Comentários:

1. nos 12 meses terminados no final de MAR/2015, os certificados de aforro e tesouro cobriram em 118% a necessidade de financiamento do Estado, o que significa que, em termos líquidos, a poupança interna dos particulares foi suficiente para as necessidades, se descontarmos as amortizações que tiveram de ser efetuadas.

2. 8.80% (8.70% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares. Continua a diminuição da dependência relativamente a financiamento externo.

Este mês, apenas foram subscritos 134M€ de certificados por particulares, ligeiro aumento relativamente ao mês anterior, e ainda a níveis muito baixos.
Complementando o ponto 1. atrás, os portugueses emprestaram 134M€ ao Estado e, ainda assim, a dívida emitida diminuiu 499M€.

Resta saber os dados do banco de Portugal para saber qual a variação líquida da dívida, isto é, tendo em conta os depósitos que o Estado detinha no final do mês de maio.

Até breve!