sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Dívida Pública Portuguesa - NOV/2016 - Dados do Banco de Portugal



Evolução da dívida líquida

Dezembro de 2010 : 158.736 mil milhões de €€ (boletim 04/2013)
Dezembro de 2011 : 170.904 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2012 : 187.900 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2013 : 196.304 (boletim 04/2014)
Dezembro de 2014 : 208.195 (boletim 01/2016)
Dezembro de 2015 : 218.093 (boletim 03/2016)
Novembro de 2016 : 223.722 (boletim 12/2016)

Variação diária da dívida líquida:

2011 : + 33.336.986€
2012 : + 46.437.158€
2013 : + 23.024.658€
2014 : + 32.394.521€
2015 : + 26.065.753€
2016 : + 26.657.534€ (últimos 12 meses terminados em NOV/2016)

Em outubro de 2016, os depósitos aumentaram cerca de 150M€ ficando acima dos 22,0 mil milhões de €.
Relativamente aos depósitos no final de novembro de 2015, o aumento é cerca de 3,4 mil milhões de euros.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Dívida Pública Portuguesa - NOV/2016 - IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de outubro de 2016, o valor de 236.774.835.815€ .

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

(Nota: a partir de 2016, os números incluem a cobertura cambial efetuada pelo IGCP)

2016 : + 35.034.711€ (últimos 12 meses terminados em NOV/2016)
2015 : + 25.305.121€
2014 : + 35.271.397€
2013 : + 26.667.217€
2012 : + 53.616.271€
2011 : + 63.331.160€
2010 : + 52.132.112€
2009 : + 39.133.457€

Este mês a dívida emitida diminuiu 1.190.223.551M€.

Comentários:

1. Apesar das melhorias no défice tão apregoadas, que acho que não está assim tão melhor visto que a melhoria vem da Segurança Social e isso tem a ver com as contribuições e benefícios sociais, a dívida aumenta mais que no ano passado. Aqui há gato escondido com rabo de fora...

2. Em novembro foram subcritos 236M€ em certificados de aforro e do tesouro (nos certificados de aforro o saldo foi negativo em 15M€) e 1500M€ em obrigações do tesouro de rendimento variável.

3. 11.62% (10.82% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (3.450M€).

Até breve!

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Execução Orçamental - NOV/2016



Com algum atraso, pela quadra que vivemos atualmente, cá está mais um update aos dados que acompanho.

Com 11 dos 12 meses do ano já passados, assim vai a execução orçamental.

Estes dados compreendem os 11 primeiros meses de 2016 e o último mês de 2015. Período marcado pela formação do governo e implementação das políticas por ele defendidas.

Os dados seguintes comparam os 12 meses terminados em NOV/2016 com os 12 meses terminados em NOV/2015:

Receita Total : 43,480M€ ( + 477M€ ; + 1.1% )

Das quais :
Receitas fiscais : 39,518M€ ( + 705M€ ; + 1.1%)

IRS : 12,163M€ ( - 547M€ ; - 4.3%)
IRC : 4,837€ ( - 302M€ ; - 5.9%)
IVA : 14,939M€ ( + 166M€ ; + 1.1%)
ISP : 3,161M€ ( + 938M€ ; + 42.2%)

Despesa Total : 49,472M€ ( + 696M€ ; + 1.4%)

Despesa Corrente Primária : 42,045M€ ( + 372€ ; + 0.9%)
Despesa de Capital : 1,326€ ( - 38M€ ; - 2.8%)
Despesas com juros : 7,427M€ ( + 325M€ ; + 4.6%)

Saldo Primário : + 1,435M€ ( melhorou 105M€ )

Saldo : -5,993M€ ( melhorou 220M€ ; corresponde a 3.3% do PIB projetado para 2016)

(melhoria do saldo: receitas, receitas, receitas...)

Continuo a achar que as contas não estão assim tão controladas.
Apesar do aumento do emprego, e das despesas sociais associadas ao desemprego, as contas do Estado Centrar, excluindo a Segurança Social continuam com saldo negativo muito acentuado. As despesas correntes aumentam, mas são compensadas com o aumento das receitas fiscais, nomeadamente o colossal aumento do ISP.

Até breve!

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Dívida Pública Portuguesa - OUT/2016 - Dados do Banco de Portugal



Evolução da dívida líquida

Dezembro de 2010 : 158.736 mil milhões de €€ (boletim 04/2013)
Dezembro de 2011 : 170.904 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2012 : 187.900 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2013 : 196.304 (boletim 04/2014)
Dezembro de 2014 : 208.195 (boletim 01/2016)
Dezembro de 2015 : 218.093 (boletim 03/2016)
Outubro de 2016 : 224.561 (boletim 12/2016)

Variação diária da dívida líquida:

2011 : + 33.336.986€
2012 : + 46.437.158€
2013 : + 23.024.658€
2014 : + 32.394.521€
2015 : + 26.065.753€
2016 : + 27.715.068€ (últimos 12 meses terminados em OUT/2016)

Em outubro de 2016, os depósitos aumentaram cerca de 381M€ ficando acima dos 21,9 mil milhões de €.
Relativamente aos depósitos no final de outubro de 2015, o aumento é cerca de 3,4 mil milhões de euros.

Até breve

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Execução Orçamental - OUT/2016



Com 10 dos 12 meses do ano já passados, assim vai a execução orçamental.

Estes dados compreendem os 10 primeiros meses de 2016 e os últimos 2 meses de 2015. Período marcado pela formação do governo e implementação das políticas por ele defendidas.

Os dados seguintes comparam os 12 meses terminados em OUT/2016 com os 12 meses terminados em OUT/2015:

Receita Total : 43,361M€ ( + 432M€ ; + 1.0% )

Das quais :
Receitas fiscais : 39,422M€ ( + 709M€ ; + 1.8%)

IRS : 12,131M€ ( - 604M€ ; - 4.7%)
IRC : 4,886€ ( - 210M€ ; - 4.1%)
IVA : 14,852M€ ( + 144M€ ; + 1.0%)
ISP : 3,090M€ ( + 871M€ ; + 39.2%)

Despesa Total : 49,474M€ ( + 429M€ ; + 0.9%)

Despesa Corrente Primária : 42,026M€ ( + 191€ ; + 0.5%)
Despesa de Capital : 1,238€ ( - 124M€ ; - 9.1%)
Despesas com juros : 7,448M€ ( + 238M€ ; + 3.3%)

Saldo Primário : + 1,335M€ ( melhorou 241M€ )

Saldo : -6,113M€ ( melhorou 2M€ ; corresponde a 3.4% do PIB projetado para 2016)

(melhoria do saldo: receitas, receitas, receitas...)

Até breve!

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Dívida Pública Portuguesa - OUT/2016 - IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de outubro de 2016, o valor de 236.774.835.815€ .

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

(Nota: a partir de 2016, os números incluem a cobertura cambial efetuada pelo IGCP)

2016 : + 37.394.507€ (últimos 12 meses terminados em OUT/2016)
2015 : + 25.305.121€
2014 : + 35.271.397€
2013 : + 26.667.217€
2012 : + 53.616.271€
2011 : + 63.331.160€
2010 : + 52.132.112€
2009 : + 39.133.457€

Este mês a dívida emitida diminuiu 1.668.914.459M€.

Comentários:

1. em outubro foram subcritos 233M€ em certificados de aforro e do tesouro

2. 10.82% (10.65% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (1.950M€).

Até breve!

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Dívida Pública Portuguesa - SET/2016 - Dados do Banco de Portugal



Evolução da dívida líquida:

Dezembro de 2010 : 158.736 mil milhões de €€ (boletim 04/2013)
Dezembro de 2011 : 170.904 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2012 : 187.900 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2013 : 196.304 (boletim 04/2014)
Dezembro de 2014 : 208.195 (boletim 01/2016)
Dezembro de 2015 : 218.093 (boletim 03/2016)
Setembro de 2016 : 224.307 (boletim 10/2016)

Variação diária da dívida líquida:

2011 : + 33.336.986€
2012 : + 46.437.158€
2013 : + 23.024.658€
2014 : + 32.394.521€
2015 : + 26.065.753€
2016 : + 27.920.602€ (últimos 12 meses terminados em SET/2016)

Em setembro de 2016, os depósitos aumentaram cerca de 458M€ ficando acima dos 21,5 mil milhões de €.

Relativamente aos depósitos no final de setembro de 2015, o aumento é cerca de 3,3 mil milhões de euros.

Até breve

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Dívida Pública Portuguesa - SET/2016 - IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de setembro de 2016, o valor de 238.443.750.274€ .

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

(Nota: a partir de 2016, os números incluem a cobertura cambial efetuada pelo IGCP)

2016 : + 34.756.524€ (últimos 12 meses terminados em SET/2016)
2015 : + 25.305.121€
2014 : + 35.271.397€
2013 : + 26.667.217€
2012 : + 53.616.271€
2011 : + 63.331.160€
2010 : + 52.132.112€
2009 : + 39.133.457€

Este mês a dívida emitida aumentou 1.055.545.847M€.

Comentários:

1. em setembro foram subcritos 254M€ em certificados de aforro e do tesouro
2. 10.65% (10.52% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (1.950M€).

Até breve!