sábado, 27 de maio de 2017

Execução Orçamental - ABR/2017



É a execução orçamental que, com os seus deficits ou superavits leva à contracção de dívida ou permite a sua amortização.

Vamos aos números dos últimos 12 meses, fazenso a comparação entre os períodos que incluem MAI/2015-ABR/2016 e MAI/2016-ABR/2017.

Correspondem ao primero terço 1/3 de 2017, ano eleitoral, e a cerca de 1.5 anos de governo PS.

Receita Total : 43,753M€ ( + 631M€ ; + 1.5% )

Das quais :
Receitas fiscais : 39,905M€ ( + 671M€ ; + 1.7%)

IRS : 11,911M€ ( - 821M€ ; - 6.4%)
IRC : 5,099€ ( - 19M€ ; - 0.4%)
IVA : 15,195M€ ( + 471M€ ; + 3.2%)
ISP : 3,287M€ ( + 863M€ ; + 35.6%)

Despesa Total : 50,289M€ ( + 1,505M€ ; + 3.1%)

Despesa Corrente Primária : 42,814M€ ( + 1,465€ ; + 3.5%)
Despesa de Capital : 1,624€ ( + 375M€ ; + 30.1%)
Despesas com juros : 7,475M€ ( + 40M€ ; + 0.5%)

Saldo Primário : + 940M€ ( piorou 834M€ )

Saldo : -6,535M€ ( piorou 874M€ ; corresponde a 3.6% do PIB projetado para 2017)

Até breve!

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Notícia ECO.PT - 2/5/2017



Dívida pública sobe em março para 243,5 mil milhões

Na maior poarte das situações, o conteúdo da notícia interessa muito mais que o título. Penso que este é um caso, mas fica o link.

Boas leituras!

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Dívida Pública Portuguesa - MAR/2017 - IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de março de 2017, o valor de 240.023.225.180€ .

Como sempre, apresento os números para os últimos 12 meses, para se ter uma ideia da evolução do aumento da dívida.

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

(Nota: a partir de 2016, os números incluem a cobertura cambial efetuada pelo IGCP)


2017 : + 34.805.447 € (últimos 12 meses terminados em MAR/2017)
2016 : + 27.103.923 €
2015 : + 25.305.121 €
2014 : + 35.271.397 €
2013 : + 26.667.217 €
2012 : + 53.616.271 €
2011 : + 63.331.160 €
2010 : + 52.132.112 €
2009 : + 39.133.457 €

Em março de 2017 mês a dívida emitida diminuiu 526.620.112 M€ relativamente ao mês anterior.

Comentários:

1. Neste momento, o aumento nominal da dívida emitida (últimos 12 meses) está ao nível de 2014.

2. Em março foram resgatados 168 M€ em certificados de aforro e subscritos 464 M€ de certificados do tesouro (saldo 296 M€).

3. 11.85% (11.70% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (3.450M€).

4. Em 2017, até março, 21% do financiamento do Estado foi assegurado por poupança de particulares!

Até breve!

Dívida Pública Portuguesa - MAR/2017 - Dados do Banco de Portugal



Evolução da dívida líquida

Dezembro de 2010 : 158.736 mil milhões de €€ (boletim 04/2013)
Dezembro de 2011 : 170.904 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2012 : 187.900 (boletim 04/2013)
Dezembro de 2013 : 196.304 (boletim 04/2014)
Dezembro de 2014 : 208.195 (boletim 01/2016)
Dezembro de 2015 : 218.093 (boletim 03/2016)
Dezembro de 2016 : 223.881 (boletim 12/2016)
Março de 2017 : 223.404 226.504(boletim 04/2017)

Variação diária da dívida líquida:

2011 : + 33.336.986€
2012 : + 46.437.158€
2013 : + 23.024.658€
2014 : + 32.394.521€
2015 : + 26.065.753€
2016 : + 15.814.208€
2017 : + 20.980.874€ 20.953.552€ (últimos 12 meses terminados em MAR/2017)

Em março de 2017, os depósitos aumentaram cerca de 394M€ ficando perto dos 23,1 mil milhões de €.
Relativamente aos depósitos no final de fevereiro março de 2016, o aumento é cerca de 3,5 mil milhões de euros.