quinta-feira, 12 de julho de 2018

Almofada de liquidez



Nem de propósito, uma notícia acerca da almofada sobre a qual escrevi ontem:

Almofada financeira custou ao Estado quase 1.300 milhões em três anos

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Dívida Pública Portuguesa - MAI/2018 - Dados do Banco de Portugal



Complementarmente à dívida emitida e sobre a qual se pagam juros, o Estado guarda algum dinheiro em depósitos para a gestão corrente. Esta almofada foi construída, a grande ritmo, na altura da troika e, ultimamente, tem crescido a ritmo menor. Tem um custo grande, pois parte deste dinheiro podia ser utilizado para não emitir dívida nova ou recomprar no mercado dívida já emitida. Sobre esta, deixaríamos de pagar juros. Passemos aos números.

Evolução da dívida líquida (as regras de contabilização da dívida líquida foram alteradas e, com isto, os valores assinalados com * não são comparáveis com os seguintes)

(em mil milhões de €)

Maio de 2018 : 226.324 (boletim 05/2018)
Dezembro de 2017 : 223.003
Dezembro de 2016 : 218.419
Dezembro de 2015 : 218.093*
Dezembro de 2014 : 208.195*
Dezembro de 2013 : 196.304*
Dezembro de 2012 : 187.900*
Dezembro de 2011 : 170.904*
Dezembro de 2010 : 158.736*

Variação diária da dívida líquida:

2018 : + 10.424.658€ (entre final de mai/2017 e final de mai/2018)
2017 : + 12.558.904€
2016 : + 15.814.208€
2015 : + 26.065.753€
2014 : + 32.394.521€
2013 : + 23.024.658€
2012 : + 46.437.158€
2011 : + 33.336.986€

Em maio de 2018, os depósitos aumentaram cerca de 105M€ ficando em cerca de 25,5 mil milhões de €.

Relativamente aos depósitos no final de maio de 2017, o aumento é cerca de 2,1 mil milhões de euros.

Aguardemos pelos números de junho!

Até breve!

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Dívida Pública Portuguesa - ABR/2018 - Dados do Banco de Portugal




Evolução da dívida líquida (as regras de contabilização da dívida líquida foram alteradas e, com isto, os valores assinalados com * não são comparáveis com os seguintes)

(em mil milhões de €)

Março de 2018 : 225.003 (boletim 05/2018)
Dezembro de 2017 : 223.003
Dezembro de 2016 : 218.419
Dezembro de 2015 : 218.093*
Dezembro de 2014 : 208.195*
Dezembro de 2013 : 196.304*
Dezembro de 2012 : 187.900*
Dezembro de 2011 : 170.904*
Dezembro de 2010 : 158.736*

Variação diária da dívida líquida:

2018 : + 6.717.808€ (entre final de abr/2017 e final de abr/2018)
2017 : + 12.558.904€
2016 : + 15.814.208€
2015 : + 26.065.753€
2014 : + 32.394.521€
2013 : + 23.024.658€
2012 : + 46.437.158€
2011 : + 33.336.986€

Em abril de 2018, os depósitos aumentaram cerca de 117M€ ficando em cerca de 25,4 mil milhões de €.

Relativamente aos depósitos no final de abril de 2017, o aumento é cerca de 2,0 mil milhões de euros.

Esperemos pelos dados de maio!

Até breve!

terça-feira, 26 de junho de 2018

Execução Orçamental - MAI/2018



Com 5 meses de 2018 decorridos, comparamos aqui os períodos

junho/2017 >> maio/2018  vs.  junho/2016 >> maio/2017

Receita Total : 44,401M€ ( + 825M€ ; + 1.9% )

Receitas fiscais : 40,927M€ ( + 1.240M€ ; + 3.1%)

IRS : 12,028M€ ( + 1.054M€ ; + 9.6%)
IRC : 4,198€ ( - 1.438M€ ; - 25.5%)
IVA : 16,328M€ ( + 1.033M€ ; + 6.8%)
ISP : 2,357M€ ( + 94M€ ; + 2.8%)

Despesa Total : 50,693M€ ( + 487M€ ; + 1.0%)

Despesa Corrente Primária : 43,370M€ ( + 459€ ; + 1.1%)
Despesa de Capital : 1,740€ ( + 59€ ; + 3.5%)
Despesas com juros : 7,324M€ ( + 29M€ ; + 0.4%)

Saldo Primário : + 1.031M€ ( melhorou 366M€ )

Saldo : -6.292M€ ( melhorou 337M€ ; corresponde a 3.5% do PIB projetado para 2018)


As contas melhoraram? Sim. Mas o Saldo continua bem negativo.

As receitas crescem acima da economia e as despesas um pouco abaixo.

Não dá para continuar assim muito tempo

Até breve!

domingo, 24 de junho de 2018

Dívida Pública Portuguesa - MAI/2018 - IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de maio de 2018, o valor de 246.344.703.148€.

Como sempre, apresento os números para os últimos 12 meses, para se ter uma ideia da evolução do aumento da dívida.

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

2018 : + 7.528.717 € (últimos 12 meses terminados em MAI/2018)
2017 : + 5.425.519 €
2016 : + 27.103.923 €
2015 : + 25.305.121 €
2014 : + 35.271.397 €
2013 : + 26.667.217 €
2012 : + 53.616.271 €
2011 : + 63.331.160 €
2010 : + 52.132.112 €
2009 : + 39.133.457 €

Em maio de 2018 a dívida emitida aumentou 894.133.980 € relativamente ao mês anterior. Preocupante, pois este montante sobre o qual incidem os juros a pagar.

Comentários:

1. Em abril foram resgatados 14M€ em certificados de aforro e subscritos 169M€ de certificados do tesouro (saldo 155M€).

2 . 14.0% (14.0% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (6.950M€).

Até breve!

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Dívida Pública Portuguesa - ABR/2018 - IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de abril de 2018, o valor de 245.450.569.168€.

Como sempre, apresento os números para os últimos 12 meses, para se ter uma ideia da evolução do aumento da dívida.

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

2018 : + 3.918.598 € (últimos 12 meses terminados em ABR/2018)
2017 : + 5.425.519 €
2016 : + 27.103.923 €
2015 : + 25.305.121 €
2014 : + 35.271.397 €
2013 : + 26.667.217 €
2012 : + 53.616.271 €
2011 : + 63.331.160 €
2010 : + 52.132.112 €
2009 : + 39.133.457 €

Em março de 2018 a dívida emitida aumentou 4.377.780.459 € relativamente ao mês anterior. Preocupante, pois este montante sobre o qual incidem os juros a pagar.

Comentários:

1. Em abril foram resgatados 13M€ em certificados de aforro e subscritos 127M€ de certificados do tesouro (saldo 114M€).

(*) 2 . 14.0% (14.2% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (6.950M€).

Até breve!

(*) havia um erro no valor das OTRV. Agora está correto. Os meses anteriores deixo o valor errado. Não é muito relevante para a informação que coloco aqui.

terça-feira, 29 de maio de 2018

Execução Orçamental - ABR/2018



Com 4 meses de 2018 decorridos, comparamos aqui os períodos

maio/2017 >> abril/2018  vs.  maio/2016 >> abril/2017

Receita Total : 46,130M€ ( + 2.377M€ ; + 5.4% )

Receitas fiscais : 42,394M€ ( + 2.489M€ ; + 6.2%)

IRS : 11,899M€ ( - 11M€ ; - 0.1%)
IRC : 5,763€ ( + 664M€ ; + 13.0%)
IVA : 16,330M€ ( + 1.136M€ ; + 7.5%)
ISP : 3,405M€ ( + 118M€ ; + 3.6%)

Despesa Total : 50,868M€ ( + 580M€ ; + 1.2%)

Despesa Corrente Primária : 43,433M€ ( + 619€ ; + 1.4%)
Despesa de Capital : 1,764€ ( + 140€ ; + 8.6%)
Despesas com juros : 7,436M€ ( - 39M€ ; - 0.5%)

Saldo Primário : + 2.697M€ ( melhorou 1.758M€ )

Saldo : -4.738M€ ( melhorou 1.797M€ ; corresponde a 2.5% do PIB projetado para 2018)

As contas melhoraram? Sim. Mas o Saldo continua bem negativo.

As receitas continuam a crescer muito acima da economia e as despesas um pouco abaixo.
Não dá para continuar assim muito tempo

Até breve!

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Dívida Pública Portuguesa - MAR/2018 - Dados do Banco de Portugal



 Evolução da dívida líquida (as regras de contabilização da dívida líquida foram alteradas e, com isto, os valores assinalados com * não são comparáveis com os seguintes)

(em mil milhões de €)

Março de 2018 : 223.233 (boletim 05/2018)
Dezembro de 2017 : 223.003
Dezembro de 2016 : 218.419
Dezembro de 2015 : 218.093*
Dezembro de 2014 : 208.195*
Dezembro de 2013 : 196.304*
Dezembro de 2012 : 187.900*
Dezembro de 2011 : 170.904*
Dezembro de 2010 : 158.736*

Variação diária da dívida líquida:

2018 : + 2.555.556€ (entre final de mar/2017 e final de mar/2018)
2017 : + 12.558.904€
2016 : + 15.814.208€
2015 : + 26.065.753€
2014 : + 32.394.521€
2013 : + 23.024.658€
2012 : + 46.437.158€
2011 : + 33.336.986€

Em março de 2018, os depósitos aumentaram cerca de 52M€ ficando em cerca de 25,3 mil milhões de €.

Relativamente aos depósitos no final de março de 2017, o aumento é cerca de 2,2 mil milhões de euros.

O ritmo de aumento da dívida pública é menor, mas a dívida pública não diminuiu, ao contrário do que por vezes se vê/lê por aí.

Até breve!

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Dívida Pública Portuguesa - MAR/2018 - IGCP



A dívida emitida pelo IGCP tinha, no final de março de 2018, o valor de 241.072.788.708€.

Como sempre, apresento os números para os últimos 12 meses, para se ter uma ideia da evolução do aumento da dívida.

A variação média diária, nos períodos indicados, foi a seguinte:

2018 : + 2.875.517 € (últimos 12 meses terminados em MAR/2018)
2017 : + 5.425.519 €
2016 : + 27.103.923 €
2015 : + 25.305.121 €
2014 : + 35.271.397 €
2013 : + 26.667.217 €
2012 : + 53.616.271 €
2011 : + 63.331.160 €
2010 : + 52.132.112 €
2009 : + 39.133.457 €

Em março de 2018 a dívida emitida aumentou 612.300.446 € relativamente ao mês anterior.

Comentários:

1. Em janeiro foram resgatados 12M€ em certificados de aforro e subscritos 117M€ de certificados do tesouro (saldo 105M€).

2. 13.7% (13.6% no mês passado) do total da dívida é detida, diretamente, por particulares via certificados de aforro e certificados do tesouro. Este número inclui as novas obrigações do tesouro rendimento variável (5.650M€).

Até breve!